Editorial: em defesa da Constituição, do Estado de Direito e da Democracia | Instituto Mercado Popular