O canto da sereia e a regra de Taylor. Ou: por que o Banco Central deve ser independente? | Instituto Mercado Popular