A FIESP foi grande parceira de Dilma e Mantega - e nunca foi liberal