Restrições a doações de sangue: preconceito ou uma medida baseada em dados? | Instituto Mercado Popular