O que podemos interpretar da última pesquisa para presidente? | Instituto Mercado Popular