Como Getúlio Vargas se apropriou do Dia do Trabalho | Instituto Mercado Popular